26/01/2011

The Kid Stays in the Picture

Esse é um exemplo clássico de filme cuja tradução do título para o português é um desastre: O Show não Pode Parar!!! (sim, com essas exclamações). Tenho certeza que esse título infeliz já deve ter te afastado da prateleira na locadora e você nem se deu conta. Mas faço questão de oferecer uma lista de motivos para você se render a esse documentário:
     @Brando & Coppola em ação



- Você é fã de o "Poderoso Chefão"? Se pelou de medo do "Bebê de Rosemary", do Polanski?  Ficou embasbacado com a atuação do Jack Nicholson em "Chinatown"?  Se você só viu a trilogia de Coppola, pode esquecer as outras referências. Pois bem, não fosse Robert Evans, personagem central do filme, nada disso teria acontecido. Como mega produtor da Paramount, da qual salvou da falência, ele foi responsável por todos esses filmes. Acredite: se não fosse por ele o "Poderoso Chefão" seria um compacto filme americano sobre a máfia italiana, ou seja, macarrônico como um estrangeiro. Foi ele, Bob, quem bateu o pé por Coppola e fez dessa saga a trilogia mais admirada da história.
- Bob Evans teve uma trajetória inacreditável. Magnata da indústria têxtil, ele foi descoberto na piscina de um hotel por uma estrela hollywoodiana, que sabiamente deu a dica que mudaria sua vida: você tem cara de galã, devia ir pra Hollywood. E lá foi ele pra frente das câmeras descobrir que o queria realmente era estar por trás delas.
- O filme inteiro é “montado” com fotos e trechos de vídeos reais. Bob Evans foi taxativo quanto a produção desse documentário: não quero aparecer e não quero que me interpretem, usem material existente e empresto minha voz para narração. Já imaginou o que é uma 1h30 de filme só com imagens de arquivos? Um tédio, né? NÃO! É ver pra crer! Uma salva de palmas para a edição \0/
- Pra completar Bob Evans é um personagem completo, nos sucessos e nas tragédias. Articulado, inteligente, destemido, transgressor e charmoso, muito charmoso. Nasceu Casanova, foi catapultado às estrelas, se esborrachou, contou com amigos estrelados (e incríveis) e sobreviveu pra contar a história.

Prefiro parar por aqui e deixar que você se surpreenda.

video

Por Júlia Sobral


4 comentários:

  1. Muito bacana Julia. Adorei!!!!
    Vou assistir com certeza.
    Valeu a dica.

    ResponderExcluir
  2. Sem contar que o documentário ainda é uma "Love Story"!! Mesmo se casando 7 vezes e tendo inúmeras mulheres só uma é citada repetidamente num tom apaixonado/arrependido: a lindíssima Ali MacGraw. Imperdível!!

    ResponderExcluir
  3. Irmaaa, tenho que ver esse filme! Ja' ta' na minha lista, so' tenho que convencer Scott a assistir comigo! Ai quem me dera ser descoberta na beira da piscina e ser levada a fazer o que eu devo na vida... : )

    ResponderExcluir
  4. Vou pra piscina agora tentar a sorte!
    Vale a dica, Juju!

    ResponderExcluir